“VOLTA POR CIMA”: FUNDO EMERGENCIAL IRÁ APOIAR NEGÓCIOS DE IMPACTO QUE ATUAM EM PERIFERIAS

Na iniciativa, Articuladora de Negócios de Impacto da Periferia (ANIP) e Banco Pérola se unem para conceder crédito com juros zero e acompanhamento a 50 negócios com impacto direto nas periferias e públicos vulneráveis

O potencial dano causado pela pandemia do Covid-19 no Brasil, adquire dimensões ainda maiores nas mais de 13 milhões de pessoas que vivem nas comunidades periféricas do país, em áreas com alta concentração de moradores em casas pequenas, insalubres e muitas sem acesso à água tratada. Diante da vulnerabilidade econômica e social da população periférica, empreendedores de impacto social, com produtos e serviços voltados a amenizar a escalada da pobreza e a escassez econômica, têm papel preponderante durante o combate do coronavírus e no contexto pós pandemia.

Para apoiar a sobrevivência desses negócios – que geram renda, empregos e apoiam a economia na qual estão inseridos – a Articuladora de Negócios de Impacto da Periferia (ANIP) e o Banco Pérola anunciam uma aliança estratégica com foco na concessão de empréstimos sem juros para cobrir despesas essenciais de negócios com forte atuação nas periferias – e que foram afetados pela crise decorrente do Covid-19 –, o Fundo emergencial Volta por Cima conta com doações de pessoas físicas e jurídicas. A ANIP é resultado da parceria entre A Banca, Artemisia e FGVcenn. Neste primeiro momento, a concessão será restrita a negócios do portfólio de acelerados da ANIP e da Artemisia, que se encaixam no perfil proposto pela iniciativa. O fundo será acolhido pelo Banco Pérola, OSCIP de crédito habilitada pelo Ministério da Justiça para conceder empréstimos. A Artemisia, organização pioneira no Brasil no apoio a negócios de impacto social, conduzirá a chamada para os potenciais beneficiários que integram os portfólios.

A proposta do fundo Volta por Cima – que usou como base os resultados da pesquisa conduzida pela Artemisia com 78 empreendedores da rede sobre o impacto da pandemia nos negócios em estágio inicial – é apoiar negócios com capacidade de execução e que apresentam risco imediato, de curto e de médio prazos. “Essa avaliação foi fundamental para termos uma fotografia dos efeitos do cenário atual nesse recorte do nosso portfólio, detectando os riscos que acometem os negócios de diferentes setores e modelos”, detalha Maure Pessanha , diretora-executiva da Artemisia e uma das articuladoras do fundo.

Os negócios beneficiados pelo fundo na primeira rodada de apoio deverão ser anunciados no mês de maio. Cada negócio receberá R$ 15 mil, que podem ser pagos em até 12 parcelas sem juros, com carência de seis meses. Segundo Maure, à medida que os empréstimos forem pagos, o fundo passa a ter a possibilidade de apoiar, no futuro, novos negócios.

DJ Bola


Para Marcelo Rocha, DJ Bola, fundador do negócio social A Banca e cofundador da ANIP, o fundo Volta Por Cima é um elo de uma corrente de inovação social e econômica no ecossistema de negócios de impacto. “Esse recurso apoiará diversos negócios de impacto periféricos. Mais que nunca, cria um mecanismo financeiro que entende as reais necessidades desses empreendedores e empreendedoras, acrescentando que  o fundo, nesse momento, é emergencial por conta do Covid-19, mas que futuramente pode ser um exemplo de cooperação a ser seguido para que outras iniciativas sejam fortalecidas e criadas para que os empreendedores atuantes nas periferias tenham autonomia e poder de escolha por meio de sonho de empreender e gerar impacto positivo. Há mais de 10 anos, buscamos fomentar as inovações sociais e economias criativas para que os irmãos e irmãs das quebradas continuem sendo protagonistas e revolucionárias em seus territórios”.

Edgard Barki, coordenador do FGVcenn, ressalta que o fundo Volta por Cima tem o objetivo de apoiar negócios que sempre tiveram a preocupação com o impacto social. “Esse fundo é de extrema relevância para que empreendedores de periferia, que sempre buscaram resolver problemas sociais e/ou ambientais, possam sobreviver e conseguir continuar impactando mais no futuro”, salienta o professor.

O fundo Volta Por Cima segue captando recursos – em forma de doação – de pessoas físicas e jurídicas para ampliar o número de empreendedores beneficiados. Interessados podem acessar o site da iniciativa: https://impactosocial.artemisia.org.br/fundovoltaporcima

Fonte: Divulgação | Fotos Divulgação : Jardim Ângela, São Paulo | Marco Torelli

Acompanhe as nossas publicações pelo site e redes sociais. Contamos com o seu apoio, compartilhe os nossos conteúdos ou contribua com a nossa campanha no Apoia.se!

Deixe sua resposta aqui