VALE-TUDO: BRIGAS ENTRE ARTISTAS TRANSFORMAM MÍDIAS EM RINGUE

Conflitos generalizados entre artistas têm movimentando a internet e o meio musical nas últimas semanas. Afinal, existe legitimidade cultural nesses embates ou estamos diante de um vale tudo de marketing?

Nota da Redação:

Temos como premissa evidenciar notícias que agreguem informações aos nossos leitores e para isso, fazemos o possível para que nosso conteúdo não se contamine com assuntos irrelevantes e processos que não geram argumentos construtivos ao público. No entanto, coincidentemente ou não, nas últimas semanas diversos artistas do meio musical, seja no mundo Pop ou do Rap, provocaram um verdadeiro combate nas redes sociais ao expor suas tretas, não só promovendo altos debates e brigas entre seus fãs e seguidores mas, principalmente, incitando crimes de injuria racial e homofóbico ao destilarem seus preconceitos velados no ringue midiático.

1º ROUND: ANITTA X LUDMILLA

Duas das maiores estrelas da música pop nacional, Anitta e Ludmilla entraram em atrito provocando um verdadeiro salseiro midiático em torno delas. A troca de farpas e provocações gira em torno do lançamento da música Onda Diferente, em parceria com o rapper norte americano Snoop Dog.

Anitta e Ludmilla travam briga pública sobre direitos autorais de música gravada pelas cantoras com participação de Snoop Dog

Segundo Ludmilla, a música foi composta por ela e produzida por Anitta e Papatinho. No entanto, a composição, também, foi registrada em nome de Anitta, gerando grande desconforto entre as cantoras. Dos bastidores para as mídias, até o cantor Latino se pronunciou comentando que Anitta o tinha criticado para outros artistas estrangeiros, dizendo que ele estava velho para cantar.

Foto: Reprodução – RD1

Recentemente, segundo o Portal G1, Ludmilla não só publicou uma carta aberta sobre o assunto no Instagram como, também, expôs os áudios das conversas com Anitta.

Áudio de Ludmilla sobre sua versão dos desentendimentos com Anitta | Reprodução

2º ROUND: SPINARD X DFIDELIZ

No mundo do Rap, as bancas Recayd Mob e Damassaclan protagonizaram recentemente uma guerra de egos entre Spinard pelo lado do Damassaclan e Dfideliz da Recayd Mob. Supostamente, as desavenças surgiram por um relacionamento mal resolvido dos MCs com uma garota.

Spinard do Damassaclan e Dfideliz da Recayd Mob levaram suas brigas pessoais para a mídia | Foto: Reprodução – The Hype Stuff



Para a surpresa de todos, a briga foi resolvida de forma peculiar: as bancas lançaram músicas (Diss) se autopromovendo diante da situação. E mesmo ambos dando suas versões da treta conforme destacou o Portal Rap Mais, uma interrogação sobre a veracidade dos fatos paira no ar. Alvo de críticas nas redes sociais sobre a briga das bancas, tanto pelo rapper Ice Blue ( Racionais MCs) durante uma live e Sandrão (Banda RZO), os rappers envolvidos vieram a público pedir desculpas quase que simultaneamente para que o caso fosse resolvido de forma amigável.

3º ROUND: MENO TODY X RAFFA MOREIRA

O jovem Meno Tody e Raffa Moreira, um dos pioneiros no estilo trap no Brasil, também protagonizaram brigas que vieram ao conhecimento do público | Reprodução: Rap 24 horas

Há algum tempo, outro rapper da cena paulistana, foi alvo de vaias durante um show em São Paulo, protagonizando uma das cenas mais bizarras dos últimos tempos. Raffa Moreira, xingou e mostrou uma arma para o público,jogou o microfone no chão e saiu do palco no meio do show. Tudo começou quando o artista criticou o rapper novato do Rio de Janeiro, Meno Tody. Na ocasião o empresário do rapper carioca, Ber– como é conhecido no meio, ameaçou Raffa Moreira dizendo que iria cobrá-lo assim que se encontrassem. Segundo a Revista Cifras, o start para o ataque de fúria do rapper se deu não só pela ameça do empresário mas, também, pelo apoio do público a Meno. Coincidência ou autopromoção, o curioso é que na mesma semana Raffa Moreira lançou um videoclipe em seu canal do YouTube.

REFLEXÕES

Supomos que, de fato exista um fundo de verdade em toda essas desavenças. Mas, convenhamos, diante de um momento tão delicado e conturbado em todo o mundo, na qual nossas sobrevivências seguem ameaçadas pela pandemia de Covid-19, tais comportamentos e rivalidades agregam algo para nossa sociedade ou cena cultural?

Vivemos tempos difíceis, principalmente no mundo da cultura na qual milhares de profissionais estão impedidos de trabalhar devido aos cancelamentos de shows, eventos, festivais e encontros presenciais devido ao isolamento social como uma das formas de conter a pandemia. Em todos os casos, pairam algumas dúvidas se realmente houve tais desentendimentos ou se tudo não passou de meros joguetes de marketing para promoção dos trabalhos desses artistas.

Vários ataques e crimes envolvendo preconceito, racismo e homofobia foram evidenciados nos casos mencionados como por exemplo, quando Anitta teria tentado atingir Ludmilla em seu programa por ela ter um relacionamento com sua bailarina, sendo alvo de ataques racistas nas redes sociais pelos fãs de Anitta.

No caso dos rappers, existe um certo preconceito racial envolvendo as brigas, já que a banca Damassaclan, majoritariamente formada por rappers brancos de classe média e suas brigas sempre são contra rappers pretos, outra menção que podemos refletir sobre é uma questão levantada pelo integrante dos Racionais Mcs em sua live, Ice Blue, aonde ele criticou os envolvidos, os rappers do Damassaclan, gravaram seu videoclipe dentro de um local com paredes em acabamento não finalizado, chamando a atenção de qual mensagem que eles quiseram passar com isso.

No entanto, viremos nossos holofotes para os artistas que têm se engajado em fazer a diferença contribuindo para ajudar pessoas e causas durante esta pandemia. São inúmeros os exemplos de artistas de vários setores, que estão mobilizado em levantar fundos, cestas básicas, dentre outras maneiras para ajudar o próximo. Nosso compromisso é evidenciar atitudes como estas.

Como já enfatizamos em nota, não somos favoráveis a este tipo de conteúdo sem trazer uma reflexão madura e pensamento crítico saudável sobre estas questões e iremos sempre nos posicionar quando o assunto envolver nossa arte e nossa cultura, a qual respeitamos e ajudamos a construir com muito sofrimento e esforço, independente do gênero musical.

#ELEIÇÕES 2020: BRUNO COVAS É REELEITO PREFEITO DE SP
Em discurso de vitória, Covas afirmou que os paulistanos não querem confrontos …
LIFETIME DIVULGA DATA DE LANÇAMENTO DO FILME BIOGRÁFICO SALT-N-PEPA
As lendárias do Hip Hop, Salt-N-Pepa ganham filme biográfico na Lifetime, com …

Deixe sua resposta aqui