UFC: ANDERSON SILVA SE DESPEDE DO OCTÓGONO


O ex-campeão dos meio-médios, o brasileiro Anderson Silva fez sua última luta ontem, 31/10 em Las Vegas pelo UFC, lutando com o jamaicano Uriah Hall que o venceu no 4° round


Uriah Hall e Anderson Silva – Foto: Reprodução / NSC

Extremamente emocionado após o fim da luta ontem no card principal do UFC, Anderson Silva se ajoelha ao centro do octógono e reza em que pode ter sido sua última luta pela organização de Dana White.

A luta começou equilibrada entre os dois lutadores, tendo momentos que Anderson Silva se sobressaía sobre o seu adversário, até o meio da luta o confronto estava equilibrado mas no fim do terceiro round o jamaicano conseguiu um knockdown e outro no início do quarto. Aparentemente do meio do terceiro round até o fim, Anderson parece ter se cansado. O nocaute chegou no ground and pound.

Ao fim da luta o lutador jamaicano chorou copiosamente e foi ao encontro de Anderson, dizendo que o amava e que era por causa de Spider que estava lutando. Anderson, agradeceu Uriah e o jamaicano repetiu varias vezes que amava Anderson e pediu desculpas a ele.

O chefe da organização UFC, Dana White em entrevista após a luta, disse que não estava se sentindo bem naquela noite e que não deveria ter deixado Anderson lutar. Dana disse que cometeu um grande erro e que isso não iria mais se repetir.

“Essa noite eu não me sinto bem comigo mesmo por ter deixado ele lutar essa última luta. Nós não tratamos ele com nada além de respeito, se vocês soubessem o que ele recebe para lutar, c.. nas calças. Então a gente trata ele como família. Eu não deveria ter deixado ele lutar essa noite”, disse Dana White de acordo com a ESPN.

“Ele lutou contra um cara que tem zero potência. Durante um main event de cinco rounds, eles trocaram 11 socos no segundo round. Sabe, se ele luta contra outros caras que são animais, ele vai se f*** de tanta punição que vai tomar. Uriah Hall tentou 11 socos no segundo round. E olhe para Anderson, quando a luta acabou ele nem conseguia ficar de pé, teve que ficar sentado para dar entrevista. Eu cometi um grande erro e não deveria ter deixado ele lutar hoje à noite, mas por puro respeito a ele, uma lenda desse esporte e dessa companhia, eu fiz algo que eu não concordei. E eu sabia que estava certo e essa noite provou que eu estava certo. Anderson Silva não deveria nunca mais lutar”, seguiu.

“Eu não estou tentando definir o que ele deve fazer da vida. Ele é um cara crescido. Ele tem uma luta conosco ainda, mas eu nunca mais vou deixá-lo lutar aqui. O que eu espero é que ele vá para casa e a família dele fale a mesma coisa para ele. Estou numa posição realmente difícil porque é um cara que eu realmente me importo, é um cara que é uma lenda dessa companhia e eu não quero ficar sentado aqui c*** na cabeça dele. Mas ele tem quase 46 anos e, a não ser que você esteja tentando salvar sua vida ou a da sua família, ninguém de 46 anos deveria estar lutando. Ponto”, completou.

As palavras de Dana White foram bem duras mas com a intenção de preservar a memória da história de Spider no octógono.

“Luta é luta. Quando você vai lá, tem 50% de chances de ganhar. Hoje, o Uriah foi melhor. Eu aproveitei o meu momento. Esse momento é muito difícil para gente. Parar. Mas hoje foi o dia final. Estou feliz por ter vindo aqui e ter dado um show para os meus fãs”, disse, se despedindo do UFC.

No total, foram 46 lutas na carreira, com 34 vitórias, 11 derrotas e um combate sem resultado. Foram 2.457 dias como campeão do UFC e o único até hoje com 7 nocautes defendendo seu título, ou seja, não a o que contestar que Spider é o maior representante e influenciador deste esporte.

Categorias:ESPORTE

Marcado como:, , ,

Deixe sua resposta aqui