QUEM VIVE MAIS E QUEM VIVE MENOS, PESQUISA MOSTRA LONGEVIDADE DE MÚSICOS DOS GÊNEROS HIP HOP, ROCK, JAZZ E BLUES

De acordo com estudo realizado pela Universidade de Sidney na Austrália, artistas do Hip Hop morrem mais cedo e artistas de jazz e blues têm uma longevidade maior

Dianna Kenny Professora de psicologia, psicóloga consultora, psicoterapeuta, mediadora, profissional de resolução de disputas familiares, revisor especialista, redatora de relatórios, supervisora, pesquisadora e autora – Foto: Reprodução / Site Oficial de Dianna Kenny

Um estudo realizado em 2015 por Dianna Kenny, professora de Psicologia e Música da Universidade de Sydney, na Austrália, autora do livro “The Psychology of music performance anxiety” com amostragens de artistas do Rock and Roll, Hip Hop, Jazz e Blues concluiu que artistas de Hip Hop normalmente têm uma expectativa de vida inferior aos outros gêneros estudados, segundo matéria publicada no site português Blitz.

A pesquisa sugere que a expectativa de vida dos artistas de Hip Hop é inferior a 35 anos e que no Rock, gênero que popularizou o termo “Clube dos 27“, foi desmistificado pela pesquisa, pois sugere que artistas do Rock vivem em média entre 40 e 45 anos de idade.

Agora, no estudo realizado entre artistas que representam os gêneros jazz e blues, são os que possuem maior expectativa de vida, chegando entre 65 a 70 anos de idade.

A pesquisa aponta também que 50% das mortes dos artistas de Hip Hop pesquisados foram por homicídios, já o suicídio tem maior incidência no gênero Rock com 19% dos artistas terem morrido dessa forma.

Ouça nossa Playlist “Hip Hop RIP”

Categorias:HIP HOP, JAZZ, MÚSICA, ROCK

Marcado como:, , ,

Deixe sua resposta aqui