PRIMEIRA FESTA DE HIP HOP REALIZADA POR DJ KOOL HERC, COMPLETA 47 ANOS

Mesmo antes de se utilizar o termo “Hip Hop” as festas realizadas nos guetos novaiorquinos por Djs já reuniam os elementos que formariam a cultura Hip Hop que conhecemos hoje.

Flyer da Festa: Reprodução/Google

Aconteceu no dia 11 de agosto de 1973, no bairro do Bronx em Nova Iorque, Estados Unidos da América, segundo relatos de pesquisadores e personalidades, a primeira festa do gênero que mais tarde se denominaria Hip Hop.

Um DJ jamaicano, chamado Clive Campbell, juntamente com sua irmã Cindy Campbell, que comemoraria seu aniversário naquele dia, na Avenida Sedgwick, 1.520, Bronx, Nova Iorque. Conhecido no gueto com Kool Herc, o DJ alegrou a festa com seus toca discos, mixando músicas como o Funk e a Disco Music.

Essas festas segundo alguns especialistas eram normais na Jamaica, principalmente em Kingston, capital do país e local de nascimento do DJ Kool Herc, portanto, vale salientar que a cultura Hip Hop já tinha braços em outros lugares mesmo não sendo rotulada ainda como Hip Hop, mas já era Hip Hop.

Aqui no Brasil, no nordeste temos um canto improvisado chamado “Repente” que por sinal, assemelhadas com o Rap Improvisado que hoje chamamos de “Freestyle”, mas que nos primórdios era chamado de “Improviso”.

Outro fato curioso é a rima falada do já falecido cantor Jair Rodrigues, ícone da Música Popular Brasileira que seu registro fonográfico da música “Deixa isso pra lá”, que data do ano de 1964.

Foto: Jair Rodrigues ‘Deixa isso pra lá’ | Philips – 1964 (Reprodução/Google)

Então, assim como aqui no Brasil, Jamaica e Estados Unidos creio que em outros lugares nossa ancestralidade já pairava em busca dessa energia produzida pela cultura Hip Hop, mesmo que com outros rótulos.

A Música, a Arte, a Dança e nosso Canto são heranças advindas da nossa mãe África, nosso berço humano, social, cultural e político.

Foto: Afrika Bambaataa (Reprodução/hotmc)

Mas, voltando ao Bronx onde a cultura Hip Hop se difundiu exponencialmente para o mundo todo, DJ Kool Herc é considerado ‘O Pai do Hip Hop’, mesmo que não tenha criado o termo.

O termo ‘Hip Hop’ foi criado pelo DJ Afrika Bambaataa, que no primeiro aniversário da Universal Zulu Nation, em 12 de Novembro de 1974 carimbou o que viria a ser a Cultura que até hoje é cultuada no mundo todo.

Bambaataa, além de divulgar o termo Hip Hop que é baseado em quatro pilares. Representando a Arte; o Grafite, a Dança; o Breakdance, a Música; o Disck Jockey e o canto; o Mestre de Cerimônias. Em suas apresentações e palestras pelo mundo também criou os princípios fundamentais da cultura Hip Hop que são: ‘Peace, Love, Unity e Fun’, isto é, Paz, Amor, União e Diversão.

Em 2017, o local onde aconteceu a festa do DJ Kool Herc foi renomeada pela Prefeitura de Nova Iorque para Hip Hop Boulevard e hoje é ponto turístico na cidade, o local é considerado por muitos o Marco Zero do Hip Hop Mundial.

Atualmente, a cultura Hip Hop cresceu tanto que muitos acreditam que o glamour da música Rap e as conquistas profissionais doa writers com os grafites ultrapassaram as barreiras do Hip Hop, porém, muito pelo contrário, o Hip Hop é uma cultura viva e um estilo de vida que ganhou território e espaço em lugares inimagináveis sem deixar que seus princípios sejam corrompidos, aqueles que acreditam no contraditório ainda não entenderam a dimensão do que é o Hip Hop na vida e na alma de alguém.

O Hip Hop têm um papel fundamental de cunho social, político e cultural, principalmente para os menos favorecidos das favelas, guetos e cortiços. Existe hoje também uma apropriação de alguns braços da cultura por outros setores da sociedade mas isso faz parte da construção de algo que é maior e gigantesco no sentido de vivência e aprendizado contínuo de um modo de vida.

Deixe sua resposta aqui