‘MASTER P’ RECEBERÁ HOMENAGEM NO ‘BET HIP HOP AWARDS 2020’


O fundador da gravadora No Limit que revolucionou as artes de capas de álbuns e quantidade de discos lançados em um curto espaço de tempo entre as décadas de 90 e 2000, será homenageado com o Prêmio “I am Hip Hop” no Bet Hip Hop Awards 2020


Crédito: Amanda Edwards/Getty Images (Reprodução)

O grande homenageado da noite será o rapper, empresário e produtor ‘Master P’, fundador da gravadora “No Limit Records” que triunfou em meados dos anos 90 com grandes álbuns lançados de artistas como Mystikal, C-Murder, Silkk The Shoker, Mia X, Snoop Dog e o próprio Master P que era um dos principais artistas da gravadora.

Com dez mil dólares herdados de seu avô, Master P abriu uma loja de discos  chamada No Limit Records, localizada em Richmond, Califórnia. Esse nome foi criado por ele em 1990 quando lançou uma fita demo chamada “Mind Of A Psychopath”, segundo o site “Raplogia“.

Já em 1991, Master P lançaria seu primeiro álbum, “Get Away Clean”, e daria início ao caminho de tornar a No Limit Records uma das maiores gravadoras dos anos 90.

Em 1994, Master P lançou “The Ghettos Tryin to Kill Me!”, álbum que iniciou uma notoriedade maior para a gravadora e para ele como artista. Foi com este álbum que “P” apresentou seus irmãos C-Murder e Silkk the Shocker, que vieram a se tornar os maiores e mais importantes artistas do selo.

Após um grande acordo feito com a “Priority Records” em meados de 1995, enfim o sucesso veio com “I’m Bout It, Bout It” no disco True do grupo TRU, formado por Master P, C-Murder e Silkk The Shoker.

Sendo o protagonista do selo Master P lançou clássicos como “Ice Cream Man” (1996) e “Ghetto D” (1997), com destaque para os singles “Mr. Ice Cream Man“, “I Miss My Homies“, “Make ‘Em Say Uhh!“.

No Limit Records – Reprodução / Pinterest (Master P, Silkk The Shoker, C-Murder, Mia X, Mac e Snoop Dog)

Uma grande contribuição que Master P trouxe ao Hip Hop além da estética de seus álbuns que eram bem coloridos, com o nome do artista sempre cravejados em diamante, textos em 3D e ostentando muitas jóias, drogas e mulheres, era que os álbuns tinham no mínimo 20 faixas repletas de participações especiais e sempre tinha uma faixa do disco com os artistas do selo cantando juntos.

Ao fim da década mesmo com o surgimento da Cash Money, sua principal concorrente no sul naquele momento, os negócios não deixaram de continuar crescendo e “P” através da No Limit colocou vários de seus artistas no topo das paradas de sucesso americana.

Em 2001, a gravadora teve seu contrato com a Priority Records encerrado, passando a ser distribuído pela Universal e em 2002 o rapper C-Murder foi preso por assassinato pegando prisão perpétua. Assim em 2003 a gravadora decretou falência e saiu da Universal. Agora a gravadora foi assumida por Romeo, filho de Master P e continua lançando álbuns sem muita expressão, porém, trabalhando e ativos.

Master P receberá do BET Hip Hop Awards uma justa homenagem assim como LL Cool J, Snoop Dog, Rakim, Lil Wayne e Salt-N-Peppa já receberam no passado.

Ouça a playlist das músicas da gravadora No Limit Records


Faça parte do nosso time de apoiadores, assim nos ajudará a produzir novos conteúdos. Somos uma mídia independente que ama o que faz! Acesse nossa campanha no Apoia.se e contribua conosco! Se preferir fazer uma doação espontânea, nossa conta é: Sala Secreta 3S – Banco do Brasil (001) | agência: 6966-3 | conta corrente: 21.127-3 | CNPJ: 36.126.051/0001-01.

Nossos parceiros e apoiadores terão descontos especiais em todos os produtos da 3SG Store e também em nossos serviços! Entre em contato conosco para maiores informações.

Categorias:HIP HOP, MÚSICA

Marcado como:, ,

Deixe sua resposta aqui