MALCOM X, HÁ 95 ANOS NASCIA UM DOS MAIORES LÍDERES E ATIVISTAS DA HISTÓRIA

Dotado de um espírito contestador e coragem, Malcom deixou um legado de luta pela liberdade do povo preto, influenciando grandes líderes da história

Em 19 de Maio de 1925, nascia em Omaha cidade do estado americano de Nebraska, Al Hajj Malik Al-Shabazz, conhecido como Malcom X, que ao longo da história influenciaria gerações e gerações de jovens pretos por todo mundo.

Ainda jovem, ‘Malcom Little já vivenciava as desigualdades sociais e violência sofrida pelos afro-americanos. Aos seis anos de idade teve que lidar com a perda do pai Earl Little, pastor batista brutalmente assassinado pela Klu Klux Klan. Encontrado esquartejado nos trilhos do trem da cidade onde morava, o reverendo foi espancado por vários membros da seita racista e jogado nos trilhos ainda com vida, agonizando até a morte. Diante da fatalidade, a Sra. Louise Little teve que assumir, aos 34 anos anos, a criação e sustento dos seus oitos filhos. Seis anos depois, Louise sofreu um colapso nervoso, sendo internada em um hospital público com diagnóstico de insanidade mental. Com a doença da mãe, Malcom e seus sete irmãos foram separados, sendo levado para orfanatos diferentes.

Reprodução: Getty Images

Considerado um dos alunos mais competentes e estudiosos da escola, ‘Malcom Little com foi eleito representante da turma, mesmo sendo o único aluno afro-americano da classe. Seu sonho era ser advogado mas, já na adolescência, seu professor de inglês o frustrou dizendo que fosse realista e, com um sarcasmo constrangedor, sugeriu que escolhesse outra profissão como, por exemplo, carpinteiro. A partir daí, Malcom iniciou uma profunda mudança motivação interna, emotiva e política.

Após concluir a oitava série, Malcom foi morar com a família da irmã mais velha em Boston, trabalhando de engraxate, enquanto iniciava suas primeiras experiências marginais na vida noturna da cidade. Aos 17 anos, já morando no Harlem, realizava atividades criminosas como traficante, sentindo pela primeira vez o gosto da “liberdade”, usufruindo de dinheiro, bebidas e mulheres. Em 1944, voltou para Boston e começou a assaltar casas junto com a sua namorada branca Rud e alguns amigos. No ano seguinte, foi preso e condenado a dez anos de prisão por 14 assaltos, aos 20 anos de idade. Já na prisão, Malcom teve contato com a seita denominada “Nação do Islã”, religiosos ortodoxos, mas, que não são reconhecidos pelo islamismo tradicional. O líder da seita, Elijah Muhammad, se autoproclamava, desde os anos 30 até sua morte, profeta de Alá, sendo este um dos motivos pelo qual os seguidores da seita não reconhecidos como pertencentes ao islã genuíno.

Após sair da prisão, Malcom se estabeleceu no Brooklyn em Nova Iorque, além de seguir propagando sua religião em várias partes dos Estados Unidos, época na qual adotaria em seu nome o “X” da Nação do Islã ao invés do “Little” o “X”. Em 1958, se casou com a Sra. Betty X, uma estudante de enfermagem que ensinava higiene feminina no templo em que Malcom era líder. Pouco tempo depois, ganhou popularidade ao ser entrevistado por um canal de TV americano em que apresentou a Nação do Islã, primeiro em Nova Iorque e depois por todo o país. Ao contrário de Martin Luther King, líder popular na época considerado mais moderado e pacifista, Malcom X era agressivo e contestador.

Dois fatos marcaram a vida de Malcom X: sua declaração após a morte do presidente americano John Kennedy ; e seu afastamento pelo líder religioso Elijah Muhammad, denunciado por por ter tido 8 filhos com 6 meninas adolescentes que eram suas secretárias. Com isso, Malcom passou a ser perseguido pelos próprios colegas, além de se tornar desafeto dos seguidores da Nação do Islã. Tempos depois, a decisão de viajar até Mecca não só permitiu que conhecesse outros muçulmanos como, também, mudasse sua percepção do mundo.

De volta aos Estados Unidos, continuou sua luta pelos direitos civis do povo preto até 21 de fevereiro de 1973. Aos 39 anos de idade, Malcom X foi assassinado em frente aos filhos e esposa enquanto discursava no Audubon Ballroom no Harlem, em Nova Iorque. Surpreendido com vários tiros, Malcom foi levado ao Hospital Presbiteriano que ficava na frente do local mas, após 17 minutos foi considerado morto.

Dotado de um espírito rebelde e contestador, Malcom X deixou um legado mundial pela liberdade do povo preto. Com sua coragem, liderança e ousadia em prol dos direitos fundamentais e civis dos afro-americanos, influenciou outros grandes líderes pela história . Para conhecer melhor a história de Malcom X, leia sua autobiografia escrita por ele e o escritor e amigo Alex Haley ou o filme Malcom X ( 1992), dirigido por Spike Lee estrelado pelo ator Denzel Washington.

Acompanhe as nossas publicações no site e redes sociais. Contamos com o seu apoio, compartilhe os nossos conteúdos ou contribua conosco para continuarmos gerando conteúdos para vocês no Apoia.se! Caso  não possa nos  apoiar mensalmente, contribua com qualquer valor efetuando um depósito para o Sala Secreta 3S no Banco do Brasil  | Agência: 6966-3  | Conta Corrente: 21.127-3 | CNPJ: 36.126.051/0001-01  Nosso Muito Obrigado, equipe Sala Secreta!
Para mais informações, envie  email para:  imprensa@salasecreta3s.com

Deixe sua resposta aqui