HUMANISMO, BÁSICO

Estamos sim, vivenciando um momento delicadíssimo em nossas vidas, na qual consciência, sensatez e humanismo são essenciais para nossa sobrevivência. Por isso, #FiqueEmCasa #fiquebem!

Refletindo sobre o momento atual. Sinceramente? Há muito LIXO sendo espalhado, seja por #fakenews, redes sociais, celulares e, até mesmo, por bocas de pessoas que não tem conhecimento algum do que estão falando, e espirram catarros que vem não só dos pulmões, mas, diretamente do lado mais podre de seus corações. Estamos sim, vivenciando um momento delicadíssimo em nossas vidas, onde ter consciência e sensatez será essencial para nossa sobrevivência.

É explícito: alguns líderes estão mais preocupados com o próprio bem-estar, dinheiro e convicções de não em ajudar os mais necessitados, pessoas com maior vulnerabilidade e risco de contrair esse vírus ao qual nos deparamos. Com isso, insistem em estimular seus comparsas e seguidores a destilarem mais ódio e aumentar a capacidade ignóbil de se pensar em tal fatalidade.

Mas, não vamos nos ater a coisas vãs e maquiavélicas, e sim dedicar tempo para falar sobre o que realmente nos trará maior valor em meio ao caos provocado por essa pandemia. Com todos esses casos crescentes, vejo que existe uma luz e pessoas que estão determinadas a fazer o bem e a lutar pelas nossas vidas e famílias.

Alguns profissionais como os honrosos ‘Coletores de Lixos’ (e não lixeiros como muitos pronunciam), enfermeiros (as), farmacêuticos (as), médicos (as), comerciantes, bombeiros e, até mesmo, policiais (alguns, é claro) estão incumbidos de continuar trabalhando para que vidas sejam salvas em meio a esse pandemônio, provocado pelo COVID-19.

LEIA TAMBÉM: CORONAVÍRUS: 25 MORTES E 1546 CONFIRMADOS

ONU MULHERES RECOMENDA QUE IGUALDADE DE GÊNERO SEJA INCLUÍDA NA RESPOSTA À PANDEMIA DE COVID-19

CORONAVÍRUS NO BRASIL: SAIBA O QUE É E COMO SE PROTEGER

Sempre admirei os Coletores por essa digna função de ter a responsabilidade de manusear o “NOSSO LIXO” de forma segura e higiênica correndo riscos enormes de contato com bactérias, objetos cortantes e outros perigos ao qual são expostos diariamente. Acho que vale a reflexão de um olhar diferente e mais valoroso a esses profissionais, que normalmente não têm o seu devido valor garantido em seu trabalho.

Outros profissionais importantíssimos, da área da saúde, são os atendentes de farmácia e farmacêuticos, que seguem atendendo a população com o devido respeito e entusiasmo pela vida.

O que podemos refletir neste momento é sobre a importância das pessoas, a valorização da vida em si mesma e ao altruísmo que precisamos colocar em prática, afim de construirmos um mundo melhor. Logicamente, irão ter pessoas contrárias a esse tipo de pensamento, que estão contaminadas pela própria arrogância e ignorância, vendendo um egoísmo covarde e muitas vezes satânico.

É tempo de ficar em casa, de olhar no olho de quem você ama, valorizar a família, dialogar mais com as pessoas que você ama, colocar as coisas em dia e ajudar, também, quem mais precisa. Vi em um noticiário dos Estados Unidos, uma família que foi comemorar o aniversário de 90 anos de uma senhora e cantarem parabéns da calçada, com direito a bexigas e tudo mais. Isso é muito importante, não deixar que esse período afaste as pessoas e sim que nos tornemos mais solidários e confluentes. Logicamente, tomando todos os cuidados necessários para a proteção coletiva, mas, não esquecendo de viver, aproveitando cada segundo.

Por isso, cuidado com pessoas que minimizem a situação, cuidado com deboches, brincadeiras vãs e com informações sensacionalistas. Muito cuidado!

Mas, não esqueça do Básico. Assim como aqueles profissionais, que não interromperam suas vidas para cuidarem de você e seus familiares, não se esqueça: cuide e proteja você e os seus, ajude e proteja quem precisa. Enfim, um momento de rever alguns conceitos, colocando a nossa casa em ordem para que #juntos possamos cuidar da nossa casa Terra, vivendo com muito humanismo!

Deixe sua resposta aqui