#FiqueEmCasa: UM TEMPO DE OPORTUNIDADE EM FAMÍLIA

O período de quarentena do COVID19, tem exigido cada vez mais flexibilidade e organização das famílias em manter uma rotina de trabalho e estudos com os filhos

Por Ilana Bispo dos Santos*

Seguindo as orientações dos órgãos de saúde e líderes mundiais como forma de conter a propagação do coronavírus no Brasil e no mundo, o período de quarentena tem exigido cada vez mais flexibilidade e organização das famílias para manterem a rotina de trabalho e estudos dos filhos.

Com as suspensões das aulas, os desafios da maioria dos pais está em conciliar o trabalho, quando possível em home office, com os estudos e diversão das crianças que, quase nunca se cansam de brincar, correr, pular, brincar e… brincar.

Mais do que manter as crianças ocupadas, os pais precisam ressaltar a importância de todos cumprirem a quarentena e para isso, uma rotina de estudos e até mesmo brincadeiras fazem toda a diferença

O mais importante durante este período, não é somente manter a criança ocupada, mas a importância  qualidade de cada atividade realizada. A maior dificuldade no período de quarentena para os pais desenvolverem atividades que alcancem estas áreas, envolve o tempo, o espaço e a eficiência da aplicabilidade. Então, o que fazer?

As atividades diárias dentro do ambiente escolar,  desenvolve não somente as habilidades dentro de cada área do desenvolvimento, mas também as competências  nos âmbitos: Emocional, social, cognitivo e até espiritual.

Com isso, os pais que não estavam acostumados a brincar com os filhos agora tem que elaborar,  executar e até participar das brincadeiras para que, até mesmo eles, não fiquem ociosos.

É necessário ter um objetivo e um propósito, porque qualquer coisa feita sem um objetivo, será apenas um mero ativismo. Quem leu o meu texto COSMOVISÃO, teve a oportunidade de refletir sobre a importância de estar atento as circunstâncias ao nosso redor, e que se enquadra não só neste momento de pandemia de coronavírus como, também, noutros aspectos da vida.

Se analisarmos bem a questão da relação entre pais e filhos, podemos enxergar que os pais devido a rotina frenética já não tinha um tempo de qualidade com os filhos, influenciando diretamente no desenvolvimento de aprendizagem da criança. Logo, podemos ver esta situação  de afastamento social como uma oportunidade para as famílias de todo o mundo resgatar momentos simples e de prazer como, por exemplo conversar mais e realizar atividades e refeições juntos.

Aproveite as oportunidades que lhes foram proporcionadas neste tempo. Que cada atividade, não seja um fardo, mas uma maneira divertida de todos estarem juntos e após esta fase tão difícil, prevaleça  cada momento como os melhores dias que vivenciaram e superaram juntos, em família.

Mais do que nunca, precisamos de empatia, amor a si e ao próximo e prazer em fazer, excelência na prática.

imagem criança

Para isso, algumas propostas de atividades podem contribuir para que as famílias marquem este período com experiências mais positivas do que negativas. Confira, a seguir:

1 – Estabelecer uma rotina clara e simples de ser executada – A criança precisa entender que não está de férias, e que precisa cumprir uma rotina e  regras simples, como se estivesse na escola: acordar, tomar café, realizar leituras diárias ou atividades escritas da escola, assistir videoaulas, assistir vídeos de acordo com o conteúdo estudado ou enviado pela escola.

2 – Tempo de qualidade – A família precisa aproveitar este tempo para que possa ser lembrado no futuro pelos filhos com o sentimento de saudade e não de rejeição. É necessário estabelecer alguns momentos em que a família possa ter momentos juntos, tais como preparar e realizar refeições juntos, fazer videoconferências para conversar e contar histórias com amigos e familiares, festa de honra – honrar alguém da família e cineminha com pipoca.

 3 – Atividade artísticas – Pintar, preparar cartões, fazer brinquedos com matérias recicláveis, etc. A arte ajuda a expressar as emoções e a criar possibilidades para resolver conflitos internos.

4 – Brincadeiras Populares – Diversão garantida para a toda a família, as brincadeiras são ideais para estimular a imaginação, habilidades e comunicação dos pequenos, sem contar que nos ajuda a resgatar a criança que existe em nós, adultos:

Cantigas de Roda: em roda, cantem canções como samba-lelê,  ciranda-cirandinha, se esta rua fosse minha,  a linda rosa juvenil, a canoa virou, eu entrei na roda, atirei o pau no gato, pirulito que bate bate…

– Mímica: Com lápis e papel escreva nomes que tenham a ver com o cotidiano das crianças como, nome de jogos de videogame, de youtubers, de filmes. Desenvolve a criatividade, desinibição, socialização, raciocínio rápido,

– Caça ao tesouro ou quente ou frio: é uma brincadeira em que um objeto é escondido e quem o escondeu dá dicas conforme estejam próximos (quente) ou longe (frio). Desenvolve agilidade, atenção, concentração, raciocínio lógico, estratégia.

Esconde-esconde: é uma ótima atividade de gasto energético, pois desenvolve a agilidade e noção de espaço, mesmo dentro de pequenos espaços.

Stop: Separe papel, caneta e escreva as categoria, as mais comuns são “nomes”, “animais”, “frutas”, “cores”, “localidades”, adaptando a idade ou aos temas de interesse de quem está brincando.

Vivo ou morto: ótima brincadeira para desenvolver a atenção plena, observação, percepção auditiva e reflexo rápido.

Ilana Bispo
Colunista

*Ilana Bispo, educadora e idealista que tem na Educação seu propósito de vida, é colunista no Sala Secreta

FacebookInstagram

Acompanhe as nossas publicações pelo site e redes sociais. Contamos com o seu apoio, compartilhe os nossos conteúdos ou contribua com a nossa campanha no Apoia.se!

Fotos: Pixabay e Pxhere

15 respostas

  1. Fantástico!

    Ilana, seus textos são inspiradores, convidativos a reflexões e mudança de hábitos.

    Que o Senhor te abençoe e capacite cada vez mais.

  2. Boa reflexão. Hoje em dia com tanta informação e tecnologia parece que as pessoas não tem mais tempo para o outro. Estão tão centradas nas suas redes sociais, seus jogos, seus cursos onlines, suas programações eletrônicas, que até se irritam quando os filhos pequenos tentam interagir com eles.
    Foram boas dicas! Espero que essa quarentena possa trazer alguma mudança, e que esta mudança, se houver, persista depois da quarentena.
    Parabéns por suas reflexões reflexivas! Haha 😀
    😘

    • Parabéns, Ilana! Excelente reflexão! Estamos vivendo dias de reaprender a viver, viver em família, viver a simplicidade da companhia das pessoas que são as mais importantes da nossa vida, a família! Excelente texto! 😘😃

  3. Muito relevante esse texto! Algumas escolas deram férias, nesse momento de descanso, vale se desconectar das coisas de fora ( mídias, redes sociais, falatório, etc.) para se conectar uns com os outros de verdade.

  4. Muito bom o texto Ilana, a quarentena tem sido uma ótima oportunidade de aproximar as famílias, seja por atividades simples como as citadas no texto.
    Beijos😘

    • Muito bom! Gostei bastante do texto. Da forma leve e positiva que o assunto foi abordado. Vendo esse tempo difícil como uma forma de aprendizado, crescimento e fortalecimento da relação pais e filhos, sem contar as dicas práticas para fazer com a criançada. Irei compartilhar com minha irmã que é mamãe! 😊😍

  5. Muito bom!!! Parabéns!!! Ótima reflexão e oportunidade para reflexionarmos e mudarmos muitas condutas tanto nossas , quanto para contribuir com nossos amados.

Deixe sua resposta aqui