#FIQUEEMCASA: NOSSA DICA É A MINISSÉRIE ‘BLACK EARTH RISING’ #FIQUEPORDENTRO

Lançada em 2018, a minissérie produzida pela BBC TWO e Netflix, conta a história de uma jovem Tutsi resgatada e adotada por uma promotora inglesa que corre em busca de entender seu passado e sua história

Black Earth Rising – Reprodução / Divulgação

A minissérie britânica dividida em oito capitulos, conta a história de tramas internacionais envolvendo países que entraram em conflito no continente africano, Ruanda e Congo. E tem a interferência do Tribunal Internacional que julga crimes de guerra, a trama percorre também França e Inglaterra.

Kate Ashby, uma jovem ruandesa da tribo Tutsi, que vive em Londres tenta entender suas origens e seu passado.

Michaela Coel (Londres) – Reprodução / Netflix

Estrelada pela atriz britânica Michaela Coel, 32 anos e o ator norte americano de 68 anos, John Goodman, a série foi escrita e dirigida pelo diretor Hugo Blick.

NETFLIX DIVULGA RANKING DAS SÉRIES MAIS ASSISTIDAS

A história descreve crimes de guerra internacionais mas precisamente no continente africano e abre precedentes para discussão sobre os direitos dos povos africanos, pois há uma clara diferença de tratamento entre julgamentos de crimes de guerra cometidos no continente africano do que em outros lugares como por exemplo no Oriente Médio.

O tema de abertura ficou por conta de Leonard Cohen, intitulado ‘Você quer mais escuro’. É uma grande oportunidade de nós latino-americanos enterdermos os casos sobre a história da guerra entre Congo e Ruanda, que durou até 2002 quando os presidentes de ambos os países assinaram um acordo de paz, de acordo com matéria publicada na Folha de São Paulo publicada na época.

#FiqueEmCasa: 5 DICAS DE SÉRIES DA NETFLIX

O conflito deixou mais de 2 milhões de mortos em quatro anos de guerra, o acordo preveu também a prisão de membros da tribo Hutu que assassinaram mais de 1 milhão de pessoas da tribo Tutsi em 1994 e depois se refugiaram no Congo.

Deixe sua resposta aqui