EMPREENDEDORAS SE REINVENTARAM NA PANDEMIA

Segundo pesquisa do Sebrae, mulheres foram mais ágeis na implementação de soluções tecnológicas em seus negócios

Segundo pesquisa do Sebrae, as empreendedoras foram mais ágeis na hora de implementar soluções tecnológicas em seus negócios. De acordo com o levando, 71% das mulheres estão usando a internet para venderem seus produtos e serviços, contra 63% dos homens empreendedores.

Com o propósito de impulsionar essas mulheres, a empreendedora Ely Ribeiro criou o Donadelas, uma rede social gratuita para empreendedoras. “Nossa rede está disponível a qualquer mulher que deseja divulgar seu trabalho e fazer networking. Um espaço seguro para que troquem experiências e se ajudem na pesquisa de tendências ou ideias”, afirma a CEO.

Como a pandemia afetou as empreendedoras

Um estudo realizado pela World Business Angels Investment Forum (WBAIF), concluiu que uma das principais dificuldades de 30% das empreendedoras entrevistadas foi lidar com tecnologia e inovação na pandemia.

A empresária Ana Paula Sobrinho, dona de uma loja de moda renomada no Pará é uma delas. As compras de sua loja eram feitas exclusivamente de forma presencial. “Eu ofereço às minhas clientes uma experiência completa quando visitam a loja e prezo até hoje por isso. Com a quarentena, precisamos readaptar e começar a vender online por redes sociais e delivery”, relata Ana.

Apesar da necessidade de adaptação, segundo a pesquisa da WBAIF, pouco mais de 40% das entrevistadas afirmaram ter tido seus negócios afetados positivamente. Ana Paula está dentro dessa estatística: “com as vendas online melhorei a lucratividade e em outubro já ultrapassei a receita de antes da pandemia”.

Tecnologia é o novo normal

Para a contadora e empreendedora Vânia Trindade, a tecnologia é fundamental desde antes do surto de Covid-19. “Implementei um sistema digital na contabilidade. Além disso, meses antes da pandemia, troquei os computadores velhos por notebooks e armazenei todos os documentos em nuvem. Quando tudo aconteceu, já estávamos mais preparados e pudemos atender nossos clientes com rapidez e qualidade”, afirma.

Outra aposta tecnológica para as empreendedoras é estar presente nas redes sociais e na internet. “Estar conectado é uma nova forma de estar disponível e alçar novos mercados. O novo normal para as empreendedoras é estar presente nas redes sociais para impulsionarem seus negócios”, afirma Ely Ribeiro, fundadora da rede social Donadelas.

Imagem: PICHA Stock no Pexels

Faça parte do nosso time de apoiadores, assim nos ajudará a produzir novos conteúdos. Somos uma mídia independente que ama o que faz! Acesse nossa campanha no Apoia.se e contribua conosco! Se preferir fazer uma doação espontânea: Sala Secreta 3S – Banco do Brasil (001) | agência: 6966-3 | conta corrente: 21.127-3 | CNPJ: 36.126.051/0001-01.

Nossos parceiros e apoiadores terão descontos especiais em todos os produtos da 3SG Store e também em nossos serviços! Entre em contato conosco para mais informações.

Deixe sua resposta aqui