EMICIDA ESTRÉIA “AMARELO – É TUDO PRA ONTEM”, EM PARCERIA COM A NETFLIX


O rapper Emicida estreou documentário em parceria com a Netflix, AmarElo “É tudo pra ontem” com participações de nomes como Marcos Valle, Zeca Pagodinho, Pablo Vittar e Wilson das Neves


Um documentário histórico de um momento histórico para o povo preto e periférico. Protagonizado pela Laboratório Fantasma, selo e produtora independente do paulistano da zona norte de São Paulo, Leandro Roque de Oliveira, mais conhecido como Emicida e de seu irmão Evandro ‘Fióti’.

“Exu matou um pássaro ontem com uma pedra que só jogou hoje.” Frase escolhida por Emicida para abrir e fechar o documentário, tratasse de um ditado iorubá que dá a tônica do conteúdo que o documentário propôs aos telespectadores. 

Nele, além de mostrar o show que Emicida realizou no Teatro Municipal de São Paulo em noite histórica apresentando seu álbum Amarelo com participações de Majur e Pablo Vittar na faixa título, bem como Fernanda Montenegro e Larissa Luz na canção ‘Ismália’.

O documentário também conta com homenagens ao músico baterista Wilson das Neves, a ativista Lélia Gonzales e a atriz Ruth de Souza, o ciclo de homenagem também se estendeu ao MNU (Movimento Negro Unificado), que em plena Ditadura Militar protestou em frente ao Teatro Municipal na década de 70. E além das homenagens conta a história  dos negros, da arte, da música e de toda influência preta durante a história brasileira.

Emicida propõe que até mesmo o Rap advindo dos Estados Unidos da América aqui também tem raízes históricas que nasceram no samba, assim Emicida propõe um novo estilo a ser contemplado chamado Neo Samba.

Uma verdadeira aula de ancestralidade, de materialização das vitórias herdadas com base em nossa própria cultura e de auto valorização do povo preto e periférico. Emicida também explica de forma narrativa os ciclos da natureza entre plantar, cuidar, regar e colher. Como isto abriu sua mente também para a forma de trabalhar sua própria arte.

Ouça o álbum completo através do Spotify

Deixe sua resposta aqui