“EM BUSCA DE UM SONHO”: RHYTHM + FLOW E THE RAP GAME

Os Realitys Shows chegam a indústria do Rap contagiando fãs e fortalecendo a cena musical com grandes promessas para o mercado do hip hop.

Foto: ritmo + flow netflix (Divulgação)

“RHYTHM+FLOW”

Pegando carona nos “reality shows” de músicas pop, o rap norte americano começa a produzir seus programas no mesmo formato. Ritmo + Flow deu oportunidade de vários aspirantes a rappers tentarem alcançar o estrelato através de uma competição que se iniciou com 30 MC’s competindo entre si para um trio de jurados consagrados da cena hip hop norte americana.

Fonte: Netflix (Youtube)

T.I., Cardi B e Chance The Rapper visitaram várias cidades em busca de promessas que pudessem concorrer ao prêmio estimado em U$ 250 mil, o equivalente a mais ou menos 1 Milhão de Reais aqui no Brasil e percorreram: Nova Iorque, Atlanta, Los Angeles e Chicago selecionando os melhores competidores para participarem da competição.

Contaram com a colaboração de vários rappers renomados para os ajudarem na seleção dos candidatos como Snoop Dogg, Fat Joe, Nipsey Hussle (in memorian), Twista, DJ Khaled, entre outros grandes nomes da mega industria do Rap Americano.

D Smoke “O Ganhador”

Fonte: Netflix (Youtube)

Desde o início da competição, Daniel Anthony Farris (34), da cidade de Inglewood, estado da California (EUA), o rapper D Smoke se mostrava confiante, seguro e disciplinado em suas ações dentro da competição mas sempre com uma humanidade cativante e uma perseverança singular. D Smoke não fez o estilo provocador, irreverente e nem muito menos agressivo como seus adversários, mostrando sempre um orgulho de sua cidade e contagiando a todos com sua energia positiva. Mostrou versatilidade em várias fases da competição como em cantar em vários tipos de beats, rimou também no idioma espanhol e guardou para sua apresentação final seu trunfo que era saber tocar piano. Sua apresentação foi digna de um grande astro e mostrou que D Smoke está preparado para ascender ao mercado como um dos grandes nomes da cena daqui para um futuro bem próximo.

“THE RAP GAME”

Foto: the rap game netflix (Divulgação)

Reality Show produzido por ‘Jermaine Dupri’, CEO, Produtor, Compositor e Rapper, dono da gravadora ‘So So Def’ e Queen Latifah, Produtora, Atriz, Cantora e Rapper.

Jermaine Dupri Mauldin, (47), Asheville, Carolina do Norte (EUA) começou sua carreira profissional aos 14 anos de idade já produzindo beats e colaborando com outros artistas da sua região. Criado em Atlanta no estado da Geórgia, foi o responsável pelo surgimento da dupla de MC’s “Kris Kross”, considerada até hoje uma das maiores bandas de rap composta por crianças do mundo. Há quase 14 anos atrás “JD” como também é conhecido produziu o rapper “Bow Wow” também considerado um dos maiores artistas mirins da indústria norte americana da música negra.

Kris Kross até hoje são considerados uma das maiores bandas de ‘Rap Mirim’ de todos os tempos

Fonte: Kris Kross (Vevo – Youtube)

Jermaine Dupri, ficou encarregado de apresentar o programa que foi gravado em 2016, mas chega ao Brasil agora através da Netflix e ganha popularidade entre os fãs do gênero musical dos guetos brasileiros. “JD” cedeu sua equipe e seu estúdio de gravação para que os participantes pudessem trabalhar e mostrar a ele qual deles seria capaz de ganhar a competição.

“Bow Wow, o ‘Jovem Diamante’ lapidado por Jermaine Dupri”

Fonte: Bow Wow (Vevo – Youtube)

“Cinco competidores adolescentes tentam a grande chance de suas vidas para assinar um contrato com a gravadora So So Def”

Miss Mulatto, Supa Peach, Lil Niqo, Lil Poopy e Young Lyric foram os 5 (cinco) competidores dessa edição que ocorreu em 2016, do Reality “The Rap Game” que oferece ao ganhador o pingente da gravadora So So Def, uma placa e um contrato assinado para lançar os trabalhos musicais dos artistas.

Nessa edição a ganhadora foi a rapper “Miss Mulatto” que demonstrou grande capacidade em comparação aos seus concorrentes desde o início da competição deixando em evidência que estava totalmente pronta para qualquer situação. Eles passaram por vários testes para que “JD” pudesse escolher dentre os cinco o artista mais completo para a sua gravadora, então eles tiveram que fazer freestyle, gravar, escolher seu visual, ouvir críticas, dançar, se apresentar e colaborar com outros artistas.

Com essa miscelânea de ações e tarefas ao fim de cada episódio “JD” elencava quem tinha se saído melhor, até chegar na última etapa de teste e enfim escolher um dos adolescentes aspirantes a astro do rap.

“Mulatto a jovem promessa do Reality ‘The Rap Game’, seguindo carreira independente após recusar o contrato feito pela So So Def”

Alyssa Michelle Stephens, (21), Atlanta – Georgia (EUA), ganhou mas não levou, pois ela e seu pai e empresário tiveram divergências no ato da assinatura do contrato com o CEO “JD” da So So Def, preferindo seguir em carreira independente. No mesmo ano a rapper ganhou outra competição chamada “Youth Hip Hop / R & B Georgia Music Awards“. Após o Reality, Miss Mulatto, retirou o “Miss” de seu nome, lançou algumas mixtapes e singles, uma diss para Young Liryc uma das participantes do “The Rap Game” e montou sua própria loja “Pittstop Clothing” , colaborou com o músico “Silento” e com “Lil Niqo” que competiu com ela no programa, se envolveu em uma confusão e foi presa por roubo e agora em 2019 lançou seu terceiro EP, intitulado “Hit The Latto”.

Para os amantes da cultura “Hip Hop” e aqueles que queiram se aprofundar em conhecimento e aprendizado, esses dois programas são indispensáveis para que saibam como funciona os bastidores de preparação para que um artista chegue ao produto final no mercado que é a ‘música’. Isso nos dá uma pequena noção de quão trabalhoso é investir em seus sonhos e quão nocivo pode ser um passo dado de forma equivocada em sua carreira. Mas nos dá também uma visão ampla de saber onde estamos e o que podemos contribuir com a cultura hip hop seja qual for a sua maneira. Faça com amor.

Fonte: Netflix / YouTube

Por: E. Santos | @3sg.king | @salasecreta3s

Deixe sua resposta aqui