ECLIPSE SOLAR: APRENDA SUAS INFLUÊNCIAS E COMO APROVEITAR AS ENERGIAS

Diversos fenômenos astronômicos acontecem neste mês de dezembro. Enquanto último eclipse do ano pode ser visto da América do Sul, chuva de meteoros pode ser vista pela transmissão ao vivo da NASA

Diversos fenômenos astronômicos raros acontecem neste mês de dezembro. Nesta segunda-feira (14/12), além do último eclipse solar do ano, também acontece uma densa chuva de meteoros geminídea. O eclipe pode ser visto da América do Sul, total ou parcialmente dependendo da localidade ou pela transmissão ao vivo da NASA, a partir das 11h40.

Já na próxima segunda (21/12), Júpiter e Saturno- os dois maiores planetas do Sistema Solar, formam uma conjunção na qual a máxima aproximação fará com que fiquem extremamente brilhantes. Raro, o fenômeno aconteceu pela última vez no século XVII, em 1623.

A agência espacial americana transmite ao vivo no seu canal do YouTube, chuva de meteoros geminídea que também acontece nesta segunda-feira (14/12)

Mas quais são as energias envolvidas neste acontecimento? A astróloga Sara Koimbra fala das influências e ensina um ritual para aproveitar o movimento cósmico.

“Este será um eclipse solar total, em 23 graus de Sagitário: signo de Fogo mutável, regido por Júpiter, o planeta de expansão e da sorte. Astrologicamente, o Sol reflete nossa essência, a consciência e as qualidades que podemos manifestar junto ao caminho que devemos trilhar para nos expressarmos. A Lua, fala do nosso lado emocional. Durante o eclipse solar a luz do Sol é interceptada pela Lua”, explica Sara.

Toda vez que ocorre um eclipse solar, energias externas são ativadas trazendo consciência (Sol) sobre emoções obscuras (Lua), mudanças que se manifestam em nível social, psicológico, político e racional sobre nós mesmos.

Os eclipses ocorrem quando o Sol e a Lua formam luas cheias nos signos e, em geral, tocam os Nodos Lunares. Atualmente, o Nodo Norte (marcador da direção que devemos ir) transita por Gêmeos e faz com que novas informações se insiram em tudo que acreditamos. Enquanto o Nodo Sul (aquilo que trazemos conosco) transita por Sagitário e, com isso, teremos a oportunidade de liberar e abandonar as crenças e visões de mundo, que simplesmente não funcionam mais.

No momento do eclipse solar, o Sol e a Lua formam três aspectos principais: uma conjunção com Mercúrio em Sagitário, um trígono com Marte em Áries e uma quadratura com Netuno em Peixes. “Sagitário representa a expansão da consciência, nossa consciência superior, a busca pela verdade e nosso pensamento filosófico. É também signo de viagens, relações exteriores, instituições acadêmicas, organizações eclesiásticas, dogmas religiosos, entre outros temas”, conta a especialista.

Este eclipse solar, em tensão com Netuno, marca uma temporada de vários meses em que as instituições religiosas perderão mais seguidores, manipularão informações ou serão desaprovadas aos olhos do coletivo. Por outro lado, este eclipse solar total em conjunção com Mercúrio também marca boa fase em novos procedimentos em questões de vistos, transações legais e regulamentos em questões de imigração. A América do Sul (Peru, Chile, Bolívia, Argentina e Brasil), por sua localização geográfica, será a mais afetada por este eclipse.

Os eventos associados aos eclipses solares podem ser chocantes por natureza e totalmente inesperados. “Aspectos de nossa vida que considerávamos concretos podem ser desordenados e devemos reavaliar, quer gostemos ou não.  Alternativamente, um eclipse solar pode trazer um golpe que muda nossa vida para melhor de maneiras que não poderíamos ter imaginado”, afirma a astróloga. 

Apesar da natureza intensa de um eclipse solar, seus frutos podem levar os seis meses para amadurecer, portanto, é especialmente importante prestar atenção à qualidade de pensamentos, emoções e comportamento no momento do eclipse. “Um eclipse solar nos lembra que não somos soberanos sobre nossas vidas e sujeitos a forças além de nosso controle. Desempenhar nossa parte da melhor maneira, com integridade e consciência garante que nosso poder consciente seja usado mais integralmente”, avisa.

E finaliza: “Poderíamos dizer que um eclipse solar é um encontro com o destino, mas não da maneira ‘pré-ordenada, não há como evitá-lo’.  Nós somos nosso próprio destino, um fato que pode se tornar surpreendentemente aparente neste momento”.

APROVEITE A ENERGIA

Sara explica que eclipses solares totais são pontos poderosos de manifestação e criação. “Eles viabilizam energias novas que podem impulsionar nossas vidas em uma nova direção”, diz. A especialista ensina um mantra para o dia do eclipse:

“Eu libero o passado e tudo o que pesa em minha alma. Deixo para trás toda a bagagem que acumulei nos anos anteriores sendo grato pelo aprendizado. Obrigado. Obrigado e Obrigado. Agora estou limpo, leve e em paz! Tenho plena certeza que estou conectado e enraizado na Fonte Divina. Eu sou luz, amor, um ser divino. Obrigado. Obrigado. Obrigado.”

Deixe sua resposta aqui